Transtornos mentais relacionados ao trabalho: saiba como preveni-los!

Os transtornos mentais relacionados ao trabalho são um verdadeiro obstáculo para o bem-estar geral dos colaboradores. Assim, é indispensável que os profissionais de RH das empresas saibam que cuidar da saúde mental dos funcionários é essencial. 

Para isso, nós da Allya mostraremos que é preciso adotar ações para identificar, evitar e prevenir essas doenças, a fim de promover o bem-estar dos trabalhadores. Saiba mais a seguir!

O que são transtornos mentais relacionados ao trabalho?

Segundo o Ministério da Saúde, os transtornos mentais relacionados ao trabalho incluem uma grande variedade de problemas emocionais causados pelo ambiente profissional. São alguns deles:

  • tristeza;
  • ansiedade;
  • agitação;
  • irritação;
  • medo excessivo; 
  • choro frequente;
  • taquicardia;
  • insegurança.

Esses transtornos são categorizados com base no CID-10 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde), que incluem:

  • Transtornos Mentais e Comportamentais (F00 a F99);
  • Alcoolismo (Y90 e Y91);
  • Síndrome de Burnout (Z73.0);
  • Sintomas e Sinais Relacionados à Cognição, Percepção, Estado Emocional e Comportamento (R40 a R46);
  • Condições de Risco à Saúde devido a Circunstâncias Socioeconômicas e Psicossociais (Z55 a Z65);
  • Circunstâncias Ligadas às Condições de Trabalho (Y96); 
  • Lesões Autoprovocadas Intencionalmente (X60 a X84).

Quais são os principais transtornos mentais relacionados ao trabalho? 

Os principais transtornos mentais relacionados ao trabalho podem surgir em decorrência de condições adversas no ambiente profissional. 

Veja quais são os transtornos mais comuns, seus sintomas e os impactos que podem causar nos colaboradores.

Síndrome de Burnout

A Síndrome de Burnout é uma condição de natureza depressiva que surge como resultado do esgotamento no ambiente de trabalho, estando diretamente ligada à rotina profissional. Alguns dos sintomas mais comuns incluem:

  • aumento da irritabilidade;
  • inquietação constante;
  • elevado nível de estresse;
  • isolamento social;
  • dificuldade em desconectar-se do trabalho.

👉 Síndrome do impostor: como o RH pode ajudar os colaboradores?

Depressão

A depressão é um dos transtornos mentais relacionados ao trabalho mais desafiadores de identificar, devido às suas múltiplas causas. 

Esse transtorno tem várias fases e requer acompanhamento profissional na área de saúde, sendo tratado de forma personalizada, considerando o perfil de cada indivíduo. Abaixo, saiba quais são os principais sintomas associados à depressão:

  • sentimento de culpa persistente.
  • sensação contínua de falta de energia.
  • perda de interesse por atividades anteriormente importantes.
  • mudanças súbitas no apetite, levando a aumento ou diminuição de peso.

Ansiedade

A ansiedade é outra condição que tem múltiplas causas e pode estar diretamente relacionada a diversos eventos do cotidiano de trabalho, como conflitos com colegas ou líderes, sobrecarga de tarefas e a sensação de perda de controle sobre processos essenciais. Entre os sintomas mais comuns estão:

  • pensamentos acelerados;
  • sentimento de medo e desconfiança;
  • alterações no padrão de sono;
  • tensão muscular;
  • sensações de formigamento;
  • tremores e palpitações.

👉 Ansiedade financeira: 6 ações para o RH implementar!

Estresse ocupacional

O estresse ocupacional é outro desafio comum entre os transtornos mentais relacionados ao trabalho. Embora possa se manifestar de forma silenciosa, causa desgaste tanto físico quanto psicológico para o indivíduo. Os sintomas associados ao estresse ocupacional são:

  • sensação constante de fadiga;
  • irritabilidade persistente;
  • isolamento em relação aos colegas de trabalho;
  • reações explosivas a situações desconfortáveis;
  • náuseas e enjoos.

Síndrome do pânico

A Síndrome do Pânico, considerada um tipo de transtorno de ansiedade, resulta em crises súbitas e imprevisíveis de medo e desespero. 

A pessoa constantemente sente que algo terrível está prestes a acontecer, mesmo quando não há razão aparente para preocupações. Os sintomas incluem:

  • medo de perder o controle;
  • medo da morte ou de acontecimentos trágicos;
  • sensação de perigo iminente;
  • sensação de estar fora da realidade;
  • dificuldade para respirar ou sensação de falta de ar;
  • sentimento de indiferenças.

O que gera as doenças mentais causadas pelo trabalho?

Quais são os fatores de riscos dos transtornos mentais relacionados ao trabalho? Como eles são ocasionados? Entenda o que pode gerar essas doenças:

  1. Ambiente de trabalho estressante: um ambiente de trabalho marcado por estresse, caracterizado por demandas excessivas, pressão constante e falta de controle sobre as tarefas, aumenta consideravelmente a probabilidade de desenvolver transtornos.
  2. Carga de trabalho excessiva: lidar com uma carga de trabalho exagerada, que envolve longas horas e prazos apertados, pode sobrecarregar os indivíduos, tornando-os mais vulneráveis a problemas de saúde mental.
  3. Falta de apoio e reconhecimento: a ausência de feedbacks e o não reconhecimento adequado pelo trabalho realizado podem contribuir significativamente para o surgimento de transtornos relacionados ao ambiente profissional.
  4. Conflitos interpessoais e assédio: ambientes de trabalho permeados por conflitos interpessoais, práticas de bullying, assédio moral ou sexual podem aumentar de maneira substancial o risco de transtornos mentais, incluindo ansiedade, depressão e transtorno de estresse pós-traumático.
  5. Desequilíbrio entre vida pessoal e profissional: enfrentar dificuldades para conciliar as demandas do trabalho com as responsabilidades familiares e pessoais representa um fator de risco considerável para o desenvolvimento de transtornos mentais relacionados ao trabalho.

💡Como criar um canal de denúncias nas empresas? Saiba aqui!

Como o RH pode prevenir os transtornos mentais no trabalho?

Os profissionais de RH desempenham um papel fundamental na promoção da saúde mental dos trabalhadores. Saiba quais são as principais práticas que o setor pode adotar:

1. Criar programas de promoção da saúde mental

Implementar programas de bem-estar corporativo que ensinem habilidades de enfrentamento e incentivem estilos de vida saudáveis pode ser eficaz na prevenção de transtornos mentais relacionados ao trabalho.

2. Oferecer benefícios de bem-estar corporativo

Para contribuir com o bem-estar geral dos funcionários, é possível oferecer benefícios de bem-estar, como da Allya, que disponibiliza descontos em:

3. Dar suporte psicossocial e treinamento emocional

Disponibilizar serviços de aconselhamento e oferecer treinamento para desenvolver habilidades emocionais fortalece a resiliência dos colaboradores e reduz os riscos relacionados à saúde mental.

4. Promover equilíbrio entre trabalho e vida pessoal 

Incentivar um ambiente que valorize o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, com políticas de flexibilidade, horários razoáveis e licenças remuneradas, é fundamental para o bem-estar mental dos funcionários.

5. Estimular uma cultura organizacional saudável e inclusiva 

Promover uma cultura organizacional que valorize a saúde mental, a diversidade, a inclusão, a comunicação aberta e a participação dos funcionários contribui para a criação de um ambiente de trabalho mais saudável e resiliente.

Agora que você entendeu o que são os transtornos mentais relacionados ao trabalho, comece a adotar boas práticas para reduzir esse quadro e promover o bem-estar dos colaboradores.

A oferta de benefícios corporativos de bem-estar, como a Allya, pode ajudar na promoção de um ambiente profissional mais saudável para os funcionários. Mantenha-se informado assinando a nossa newsletter!

Posts Recentes
Categorias
Amanda Miquelino
Amanda Miquelino
Jornalista, apaixonada pelo SEO e pelo Marketing Digital. Estou desvendando o mundo do RH para encontrar os melhores benefícios corporativos que promovam o bem-estar aos colaboradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *