Dia do Orgulho LGBTQIA+: ações que podem ser feitas nas empresas

Muitas coisas mudaram nos ambientes de trabalho durante esses últimos anos, principalmente a flexibilidade dos modelos de trabalho, menos regras de dress code, mais presença feminina nas lideranças, entre outras conquistas. 

Porém, no Dia do Orgulho LGBTQIA+, nós da Allya queremos falar sobre a importância dessa data para as instituições e colaboradores.

Além de abordar a relevância da diversidade, equidade e inclusão nos espaços corporativos, devemos lembrar que os esforços relacionados a esses temas precisam ser priorizados. Por isso, também indicaremos algumas ações que podem ser feitas para melhorar o cenário atual. Confira a seguir! 

Entenda a origem do Dia do Orgulho LGBTQIA+

Em primeiro lugar, vamos contar como surgiu o Dia do Orgulho LGBTQIA+, data que lembra a importância das pessoas terem orgulho de quem são e da identidade que possuem na comunidade.

No dia 28 de junho de 1970, aconteceu a primeira parada do orgulho gay em Nova York, como um protesto pelo aniversário de 1 ano de uma operação policial violenta ocorrida  em um bar frequentado pela comunidade LGBT+, conhecida como Revolta de Stonewall.

Desde então, a parada foi realizada em todo mês de junho para comemorar o aniversário dessa rebelião, que marcou o dia 28 de junho como a data do primeiro movimento de orgulho contra o preconceito pela comunidade. 

Esse movimento popular nacional extrapolou Nova York e começou a ser celebrado em diversos países, inclusive no Brasil.

Significado da sigla LGBTQIA+

Em 2022, já era para todo mundo saber o que significa a sigla LGBTQIA+. No entanto, caso você não tenha procurado entender ou possui algumas dúvidas sobre o significado de cada letra, então iremos explicar para não restar mais questionamentos

  • L: lésbicas — mulheres que sentem atração afetiva/sexual por outras mulheres. 
  • G: gays — homens que sentem atração afetiva/sexual por outros homens.
  • B: bissexuais — homens e mulheres que sentem atração afetiva/sexual pelos gêneros masculino e feminino. 
  • T: transexuais — não está relacionado com a orientação sexual, mas se refere à identidade de gênero.Portanto, são pessoas  que não se identificam com o gênero atribuído em seu nascimento. As travestis também se incluem neste grupo.
  • Q: queer — transitam entre as noções de gênero, como as drag queens. 
  • I: Intersexo — pessoa intersexo está entre o feminino e o masculino. As suas combinações biológicas e desenvolvimento corporal não se enquadram na norma binária (masculino ou feminino). 
  • A: assexual — não sentem atração sexual por outras pessoas, independente do gênero.
  • +: utilizado para incluir outros grupos e variações de sexualidade e gênero, como os pansexuais que sentem atração por outras pessoas, independente do gênero. 

A importância dessa data nas empresas 

Agora que você sabe como surgiu o Dia do Orgulho LGBTQIA+ e o que significa cada letra da sigla, vamos falar sobre a importância da data nas empresas.

Sem dúvidas, essa data deve ser celebrada na sua instituição. No entanto, no dia a dia,  essa preocupação também precisa estar presente, se você deseja valorizar a individualidade dos seus colaboradores.

Por isso, é muito importante criar e cultivar uma cultura organizacional em um código de conduta focado na diversidade, inclusão e equidade entre os funcionários.

Para tornar o ambiente corporativo mais atrativo e seguro para a comunidade LGBTQIA+, é necessário investir em estratégias e ações durante todo o ano — e não apenas em um dia específico.

Como consequência, a sua empresa se tornará um espaço acolhedor, com capacidade de promover o respeito a todos e se tornar mais aberta às novas ideias.

LGBTQIA+ e o mercado de trabalho

Infelizmente, muitos membros da comunidade LGBTQIA+ não se sentem seguros — psicologicamente, fisicamente e emocionalmente — no ambiente de trabalho. 

Veja alguns números que mostram como é a vida de um profissional LGBTQIA+ no mercado de trabalho:

  • mais de 60% das pessoas no Brasil escondem sua orientação sexual para gestores e colegas na empresa onde trabalham, segundo pesquisa Center for Talent Innovation;
  • menos de 0,5% dos CEOs da lista de 500 maiores empresas do mundo são LGBTQIA+, de acordo com a empresa Out Leadership;
  • 41% dos gays afirmam ter sofrido discriminação por sua orientação sexual ou identidade de gênero no ambiente de trabalho (fonte: consultoria de engajamento Santo Caos);
  • 20% dos trabalhadores LGBTQIA+ relatam ter sido informados que deveriam se vestir de uma forma mais feminina ou masculina.

Ações que celebram o Dia do Orgulho LGBTQIA+ no trabalho

Como podemos notar acima, o cenário atual do mercado de trabalho não é um espaço onde os profissionais integrantes LGBTQIA+ se sentem valorizados, motivados, engajados, seguros e confortáveis. 

Por isso, neste Dia do Orgulho LGBTQIA+, queremos mostrar como a sua empresa pode fazer diferente a partir de agora, se quiser atrair funcionários talentosos do mercado. Confira as principais ações: 

1. Avalie suas políticas de discriminação e diversidade

Um local de trabalho bem-sucedido é formado por profissionais de diferentes experiências e identidades, incluindo pessoas de várias raças, gêneros e sexualidades.

Portanto, avalie suas políticas de discriminação e torne-as mais eficientes e rigorosas, visando proteger sua equipe LGBTQIA+ e contribuir por um local inclusivo.

2. Conscientize sobre a diversidade

As empresas precisam treinar os funcionários, principalmente na formação de líderes, para conscientizá-los a respeito dos problemas enfrentados por pessoas LGBTQIA+ no ambiente corporativo.

Sendo assim, crie um programa de diversidade e inclusão para levar conhecimento sobre esse tema e garantir a educação com os membros dessa comunidade. 

3. Reforce que o recrutamento tenha mais diversidade 

A entrada dos profissionais LGBTQIA+ nas empresas precisa ser reforçada durante os processos seletivos, inclusive nas descrições das vagas de emprego.

Por isso, crie programas de recrutamento Pró-LGBTQIA+, visando gerar mais oportunidades aos candidatos da comunidade, aumentando a seguridade e confiança em trabalhar em um local que preza pela diversidade, inclusão e equidade. 

4. Crie e cultive uma cultura organizacional baseada na inclusão

É preciso rever a sua cultura organizacional para criar uma nova esfera interna, mais inclusiva e melhor para os colaboradores.

Dessa forma, essa cultura consegue estimular os funcionários a se sentirem cada vez mais à vontade para ser quem são, sem medo de represálias dentro do ambiente de trabalho.

Reforce a importância do Dia do Orgulho LGBTQIA+ no ambiente corporativo e coloque em prática essas ações recomendadas. Aproveite para assinar a nossa newsletter e ler mais conteúdos como esse. Ah! Indique a Allya para promover bem-estar na sua empresa!

Posts Recentes

Categorias

Amanda Miquelino

Amanda Miquelino

Jornalista, apaixonada pelo SEO e pelo Marketing Digital. Estou desvendando o mundo do RH para encontrar os melhores benefícios corporativos que promovam o bem-estar aos colaboradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

document.getElementsByName('comment')[0].placeholder='Seu comentário aqui...'; document.getElementsByName('author')[0].placeholder='Nome (obrigatório)';