Calendário de programa de Educação Financeira

O RH da sua empresa está pensando em criar ações diferentes para os colaboradores em 2022? Então que tal criar um programa de Educação Financeira? Para te ajudar, nós da Allya iremos ensinar como montar um calendário com diferentes ações para o ano todo. Confira logo abaixo! 

O que é programa de Educação Financeira? 

O programa de Educação Financeira é um conjunto de ações estratégicas que possui o objetivo de oferecer conhecimentos financeiros às pessoas. 

Esse tipo de programa pode ser aplicado em escolas, universidades, cursos particulares e, inclusive, nas empresas.

Os assuntos abordados no programa ajudam a promover a estabilidade econômica, desde a economia do dinheiro, criação de reserva de emergência até a iniciação no mundo dos investimentos.

Dessa forma, o maior propósito do programa é contribuir para que as pessoas entendam que as ações simples no dia a dia podem influenciar suas vidas na área da economia e finanças.

Calendário do programa de Educação Financeira

Assuntos relacionados à educação financeira não são abordados no ensino médio ou nos cursos universitários. Por isso, as empresas podem ajudar os seus funcionários oferecendo aprendizados sobre assuntos relacionados ao dinheiro

Afinal, a falta de dinheiro é o principal ‘problema de saúde’ de funcionários, segundo levantamento da Healthtech HSPW (Healthy & Safe Place to Work), divulgado em outubro de 2021. 

Portanto, saiba como montar um calendário para lançar um programa de Educação Financeira anual na sua empresa, a seguir: 

1. Janeiro

Incentive os seus colaboradores a conhecerem  quanto ganham e recebem. Para isso, você pode indicar aplicativos de controle de gastos.

Outra opção é criar uma planilha personalizada pela empresa e compartilhar com os funcionários para monitorarem seus ganhos e gastos.

Além disso, procure ensinar os trabalhadores sobre as despesas fixas (aluguel, condomínio, plano de saúde, conta de água, eletricidade, internet, entre outros) e despesas variáveis (alimentação, combustível, farmácia, transporte, academia e lazer).

2. Fevereiro 

Ajude os colaboradores a definirem suas prioridades, ou seja, cortar os gastos supérfluos para iniciar um planejamento financeiro.

Monte uma lista com possíveis gastos e peça para que todos assinalem o que é prioridade do que é vontade.

Após isso, ensine o método 50-30-20: 50% dos ganhos deve ser destinado para gastos essenciais, 30% da renda mensal deve cobrir gastos variáveis e 20% do montante total deve ser usado para pagar dívidas e investir.

3. Março

Incentive o seu colaborador a gastar menos do que ele ganha de salário. Para isso, é preciso ter um planejamento financeiro estruturado.

Uma boa dica é pagar todas as contas essenciais e controlar todos os gastos seguintes. Se for extrapolar o orçamento, fale para o profissional pensar duas vezes antes de gastar. 

4. Abril

Conscientize sobre o uso das compras parceladas. Se puder evitar, será melhor para a vida financeira dos seus funcionários. 

Isso porque os riscos de entrar em dívidas com compras no cartão são enormes e os juros são altos.

5. Maio

Ajude o colaborador a criar sua reserva de emergência, que consiste em um valor a ser utilizado em situações de imprevistos.

Esse dinheiro guardado pode ter um valor de pelo menos 6 meses do custo de vida do funcionário.

6. Junho

Além da criação da reserva de emergência, o trabalhador precisa aprender a economizar sempre. 

Mesmo que o profissional consiga guardar pouco dinheiro, já é uma forma de começar. Para ajudá-lo, ofereça benefícios corporativos que ajudam a economizar o salário, como a plataforma de descontos da Allya.

Por lá, o seu funcionário economiza em todos os tipos de compras: na alimentação, na academia, na terapia, na conta de luz e em outros gastos. 

7. Julho

A conscientização para o mês de julho é sobre os cortes de muitos cartões de crédito. Fale sobre a importância de ter poucos cartões de crédito para não entrar no endividamento.

O ideal é ter apenas um cartão de crédito para uma eventual emergência, se possível.

8. Agosto

Fale com seus colaboradores sobre os perigos do cheque especial, que possui uma situação similar ao cartão de crédito: possibilidade de entrar em dívidas.

O uso do cheque especial passa a falsa sensação de ter mais dinheiro do que realmente tem.

Sendo assim, é preciso evitar ao máximo o seu uso e utilizá-lo apenas em situações de emergências.

9. Setembro

No mês de setembro, a ação de conscientização do programa de Educação Financeira pode ser o pagamento de dívidas.

Para ter uma vida financeira equilibrada, é necessário eliminar as dívidas antigas o mais rápido possível. 

Informe os trabalhadores sobre as possibilidades de renegociação de dívidas, como o Feirão Serasa Limpa Nome.

10. Outubro

Convide especialistas em finanças para conversar com os colaboradores e ajudá-los a organizarem suas finanças.

Existem diversos profissionais que podem ser convidados para dar palestras, cursos e consultorias para todos que desejam alcançar o bem-estar financeiro

A consultoria pode ser com todos os funcionários da empresa e de maneira individual para quem solicitar uma avaliação financeira mais aprofundada. 

11. Novembro

Chegou a hora de incentivar os colaboradores a poupar para o futuro. Afinal, como o programa de Educação Financeira está quase terminando, eles já possuem mais conhecimento sobre o tema.

O ideal é incentivá-los a procurar um plano de previdência privada, que pode oferecer vantagens para os membros da sua empresa.

Assim, procure informar o seu time de funcionários que esse tipo de poupança é um investimento de longo prazo, ou seja, o dinheiro não pode ser sacado a qualquer momento.

12. Dezembro

No final do programa de Educação Financeira, peça que seus colaboradores continuem buscando conhecimentos sobre finanças. 

É muito importante entender o universo financeiro para ter maior autonomia e compreensão sobre o impacto da economia em nossas vidas. 

Além disso, para ter estabilidade,  é preciso entender os gastos, ter mais controle sobre o dinheiro, economizar, poupar e investir para um futuro tranquilo. 

Agora você sabe como montar um programa de Educação Financeira na sua empresa,  comece já a aplicar essas ações! Aproveite para assinar a nossa newsletter e ler mais conteúdos como esse!

Posts Recentes

Categorias

Amanda Miquelino

Amanda Miquelino

Jornalista, apaixonada pelo SEO e pelo Marketing Digital. Estou desvendando o mundo do RH para encontrar os melhores benefícios corporativos que promovam o bem-estar aos colaboradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *