Os impactos dos benefícios corporativos na jornada do colaborador

A jornada do colaborador é um dos novos termos do glossário de RH, que todo integrante deste setor precisa saber. Além disso, é importante ressaltar que os benefícios corporativos têm grandes impactos na trajetória dos profissionais. Nós da Allya vamos explicar sobre essa relação, a seguir!  

O que é jornada do colaborador?

A jornada do colaborador é o trajeto que um profissional percorre dentro de uma organização, que começa durante o processo seletivo e termina com o desligamento voluntário ou por uma decisão dos superiores.

Esse trajeto profissional percorrido dentro da empresa é cheia de pontos altos e baixos, gerando vivências inesquecíveis ao funcionário e situações mais difíceis pelo caminho.

Muitas empresas ainda não entenderam que essa jornada é muito valiosa para a sua marca empregadora, já que os trabalhadores podem ser promotores do negócio, fazer boas avaliações em sites de avaliação e proporcionar outros benefícios para a instituição.

Sendo assim, ter um saldo positivo no final do vínculo empregatício é uma ótima forma de construir uma trajetória feliz para o colaborador ao longo do tempo, além de propagar a imagem positiva da empresa.

Etapas da jornada do colaborador

A jornada do colaborador pode ser dividida em 6 etapas, saiba quais são elas: 

1. Atração

A atração é a primeira etapa da trajetória do funcionário, que consiste em um conjunto de estratégias e táticas para atrair os melhores candidatos para a organização.

Essas ações precisam estar relacionadas às experiências dos candidatos, marketing de recrutamento, clima organizacional, cultura da empresa, remuneração competitiva, benefícios diferenciados, entre outros diferenciais.

Dessa forma, ao oferecer o melhor entre os concorrentes, essas instituições aumentam as chances de contar com os melhores profissionais do mercado de trabalho.

2. Recrutamento

O recrutamento é a segunda etapa da jornada do colaborador, marcada pelo primeiro contato direto entre o candidato e a organização.

A qualidade da experiência do profissional enquanto candidato também deve ser uma preocupação da empresa.

Portanto, é preciso criar estratégias e ações para tornar o processo seletivo mais humanizado, que sirva de exemplo sobre como é trabalhar na instituição.”

3. Onboarding

A palavra “onboarding” pode ser traduzida como “a bordo” ou “embarcando”. Portanto, no mundo corporativo, está relacionada à entrada na empresa.

Também conhecido como processo de integração de novos funcionários, essa terceira etapa se inicia antes mesmo do primeiro dia de trabalho, já que algumas horas ou alguns dias podem ser reservados para a integração. 

Sendo assim, os responsáveis por essa etapa precisam deixar tudo claro na hora da contratação, preparar a chegada do recém-contratado, apresentar o novo funcionário aos colaboradores, entre outros eventos que antecedem o início do trabalho.

4. Treinamento e desenvolvimento

A quarta etapa da jornada do colaborador envolve o treinamento e desenvolvimento do profissional. 

Esse período introduz o funcionário à cultura da empresa e seus processos internos. Além disso, é importante gerar motivação ao contratado para realizar, ao mínimo, um tempo de permanência no emprego novo suficiente para a contratação valer a pena.

Aliás, todos da empresa precisam integrar o contratado à rotina da empresa de forma harmônica e eficiente.

5. Retenção

Tão importante quanto atrair e selecionar os melhores profissionais do mercado, reter os talentos é essencial durante a jornada do colaborador. 

Nessa etapa, é preciso entregar valor em forma de incentivos que façam o funcionário desejar permanecer na empresa.

Além de impactar a trajetória profissional dos colaboradores, a retenção ajuda a diminuir o turnover e prejuízos financeiros com recontratações.

6. Separação

A separação ou desligamento é o último contato entre empregador e empregado, portanto, é a última etapa da jornada do colaborador.

Nessa fase, o ciclo profissional é encerrado por vontade da empresa, do trabalhador ou em conjunto.

Para tornar esse momento delicado menos doloroso, o RH pode usar o offboarding para realizar uma demissão humanizada, ajudando o funcionário a se recolocar no mercado, entre outras ações que amenizem essa situação. 

A importância dos benefícios corporativos na jornada do colaborador

O que os benefícios corporativos têm a ver com a jornada do colaborador? Absolutamente tudo!

Ao saber escolher as empresas de benefícios para oferecer aos funcionários, aumentam as chances dos impactos positivos desse incentivo na trajetória profissional de cada contratado.

Afinal, os benefícios conseguem motivar e engajar os trabalhadores, além de tornar as experiências profissionais e pessoais mais agradáveis no dia a dia. 

Por isso, o setor de RH que cuida da jornada do colaborador ou da experiência do funcionário precisa oferecer os melhores benefícios do mercado.

Resultados da oferta dos benefícios corporativos na jornada do colaborador

Veja quais são as vantagens ao oferecer benefícios corporativos que impactam positivamente na trajetória do funcionário a seguir:

  • os benefícios corporativos ajudam a motivar e engajar os funcionários;
  • ao estimular o engajamento, as equipes se tornam mais produtivas;
  • essa política de valorização proporciona boas experiências, diminuindo a taxa de rotatividade;
  • promove bem-estar e qualidade de vida aos profissionais;
  • melhora o clima organizacional;
  • atrai e retém talentos;
  • valoriza a marca empregadora;
  • incentiva a formação de promotores da marca;
  • queda de absenteísmo e rotatividade;
  • melhoria na reputação da companhia.

Como escolher um benefício corporativo?

Existem algumas estratégias que podem ser seguidas por profissionais de RH para escolher o benefício corporativo certo para melhorar a jornada do colaborador. Saiba quais são:

  1. Faça pesquisas de satisfação sobre benefícios;
  2. Descubra as reais necessidades dos seus funcionários;
  3. Estratégias para entender o que os seus concorrentes estão oferecendo, para manter a competitividade, como benchmarking;
  4. Ficar atento às novidades e tendências de RH quanto aos benefícios corporativos;
  5. Montar um pacote de benefícios personalizado;
  6. Mensurar os resultados dos benefícios corporativos a cada 6 meses ou 1 ano.

Qual benefício corporativo impacta a jornada do colaborador? 

Entre tantas opções disponíveis, existe um benefício que impacta positivamente a trajetória do funcionário: a plataforma de descontos da Allya.

Esse benefício oferece milhares de descontos em diversos tipos de compras, como alimentação, cursos, conta de luz, academia, terapia online, cinema, entre outros.

Sendo assim, além de impactar a jornada, esse benefício também oferece diversas experiências ao profissional.

Agora que você sabe que os benefícios corporativos impactam a jornada do colaborador, saiba escolher os incentivos corretos. Lembre-se de indicar a Allya na sua empresa! Assine a nossa newsletter para ler outros conteúdos interessantes.

Posts Recentes

Categorias

Amanda Miquelino

Amanda Miquelino

Jornalista, apaixonada pelo SEO e pelo Marketing Digital. Estou desvendando o mundo do RH para encontrar os melhores benefícios corporativos que promovam o bem-estar aos colaboradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

document.getElementsByName('comment')[0].placeholder='Seu comentário aqui...'; document.getElementsByName('author')[0].placeholder='Nome (obrigatório)';